SEJA BEM VINDO 2017!

Querido 2016,

Obrigada por ter me ensinado tanto. Obvio, estamos sempre aprendendo mas parece que eu refleti mais no ano que passou, talvez procurei entender mais, sei lá. Li muito sobre uns assuntos que não estavam nos trending topics como astrologia, comportamento, tendência, movimentos e a energia das pessoas e do universo.

Sabe quando tudo faz sentido? É estanho, mas amei descobri que sou 120% taurina, que o universo tem uma energia bizarra e se você começar a ligar os pontos, fica mais fácil de aceitar e entender as coisas da vida. 2016 foi o final de um ciclo, um ano de encerramento, e não tem como negar isso. Não só por conta do término da Angelina e do Brad, e várias pessoas na internet (inclusive eu!), mas sabe quando você encerra uma fase? Foi isso que eu senti. O blog mesmo passou por uns picos absurdos onde eu consegui ganhar dinheiro fruto dele, e também tive uma pausa eterna de conteúdos novos. Isso me fez tanta falta e não sei como aconteceu, mas só deixei acontecer. As vezes nós precisamos de um tempo para conseguir continuar e seguir em frente.

Aprendi que melhores amigos não são para sempre e as vezes nem são os melhores desde o começo. Aprendi que tudo bem você não querer mais alguém por perto e que as vezes é até melhor, não só para você mas para a outra pessoa também. Aprendi que existe uma linha tênue que distingue uma super amizade de uma amizade tóxica. Nada pode ser forçado ou extremo porque simplesmente não funciona. Aprendi que não tem problema em terminar um relacionamento perfeito só para ir atrás daquele que você sempre quis, mesmo sem saber como ou o que vai acontecer. Doido né? Parece errado, mas o errado é você não viver por medo de errar ou viver com medo de ser criticado.

Aprendi também que você só vive bem se existir um equilíbrio. Tudo tem que ser recíproco, além de equilibrado. É horrível quando só um lado é forte; te da dor de cabeça, te cansa e perde a graça. Isso em todas as áreas: amizades, família, trabalho, tudo!  Se não, voltamos à aquela história dos extremos e nada funciona. Aceitei que tudo bem eu ser do meu jeito, e tudo bem não ter que me abrir ou me explicar para todo mundo, mas nem por isso preciso me isolar. Pelo contrário, preciso estar mais atenta e antenada em tudo, ainda mais pela profissão que eu escolhi. Resolvi começar o ano com esse post e dizer que estou muito animada para continuar com o Urban Dress Code!

 Feliz 2017!

img_20170107_142309

Continue Reading

SHOW SUICIDAL TENDENCIES #049

Mais um show incrível para o #weekenddiary, dessa vez foi do Suicidal Tendencies. Depois do show do Muse em SP, nunca mais achei que iria fazer essa “loucura” de ir em show de última hora.  Até que o meu amigo Ra Diaz, baixista da banda, me convidou para ir ao show no Audio Club.

O evento foi o Honor Sound Festival, que teve a participação das bandas: Ratos de porão, Oitão, Tolerância Zero e o Suicidal Tendencies. Cheguei no local pouco antes do Suicidal subir no palco, foi meu primeiro festival 100% metal, e achei incrível! Amei o show deles, super animado! A galera pirou horrores! Teve uma hora que vários fãs subiram no palco, o show virou uma festa.

Tive pouquíssimo tempo para conversar com o Ra Diaz, de tão corrido que foi. Antes dele se apresentar, ele me deu passes de backstage, demais não é? Aproveitei mesmo e conheci todos os lugares na Audio Club, mas passei a maior parte do tempo na pista e no camarote que dava pra ver melhor o show. Sobre o look: usei um shorts jeans destroyed, camisetão do Metallica, jaqueta jeans oversized e bota de plataforma, e uma bandana no pescoço.

O show acabou depois da 1 da manhã e a banda ia direto pro aeroporto pegar um vôo para a Colômbia as 3! Olha essa loucura, vida de turnê não é nada fácil. Foi mega corrido mas amei cada segundo, espero da próxima vez aproveitar muito mais!

Continue Reading

SHOW DO KAISER CHIEFS #039

O #weekenddiary dessa semana é super especial sobre o show do Kaiser Chiefs em São Paulo. Pra quem não sabe, a banda passou por aqui e fez um show no domingo do dia dos namorados. Eles tocaram no festival da Cultura Inglesa e essa foi a 20a edição do evento. Foi minha primeira vez nesse festival e eu amei, nem acredito que já perdi 19 edições dele.

O mais legal do evento é que ele foi de graça! Pois é, um super show desses com uma banda incrível foi 100% free! Parece até mentira não é? E ainda por cima o evento foi super organizado. Com a estrutura melhor do que muitos shows pagos que eu já fui. Tinha um limite de ingressos disponíveis, era liberado apenas 1 por CPF e você tinha que retirar até o um dia antes do show. Ou seja, não teve ninguém invadindo o lugar, não teve brigas, nem “muvuca” de retirada de ingresso na porta. Fiquei impressionada com tudo isso, a Cultura Inglesa arrasou muito!

Tive a melhor compania de toadas, meus irmãos e uma amiga. Inclusive, foi o primeiro show do meu irmão de 14 anos mas ele foi chatinho e não quis aparecer nas fotos. Pro meu look optei por uma moletom oversized, jaqueta jeans, meia calça grossa, chapéu, bota de sola grossa e é claro, minha super pochete.

Além dessa infra maravilhosa o show foi espetacular. Eu já tinha assitido a um show deles antes e foi tão bom quanto. Eles foram super animados e cantaram vários hits. O publico também tava super animado, até para uma noite gelada paulistana. Foi maravilhoso, por mais eventos assim em SP. <3

Continue Reading