5 MÚSICAS QUE VOCÊ NÃO SABIA QUE ERAM SAMPLES PT. II

Você já ouviu falar em sample? É o termo usado na industria da música quando um artista compra o direito de um trecho da música de outro artista para compor o seu trabalho. Temos um post aqui no blog que explica o sample, e com vários exemplos surpreendentes! Graças ao sucesso daquele post, fizemos a parte dois!

FOURTH OF JULY – FALL OUT BOY
Quando eu escuto essa música, a parte que eu mais gosto é a introdução. Todos os instrumentos se complementando até criar a batida marcada da música. Pena que isso não é original dos meninos Illinois. O riff, na verdade, é de uma música chamada Lost It To Trying, da banda Son Lux. Confesso que fiquei triste ao descobrir isso…
(FOURTH OF JULY – FALL OUT BOY, MINUTO 0:00)
(LOST IT TO TRYING – SON LUX, MINUTO 0:13)

YOU GIVE LOVE A BAD NAME – BON JOVI
E o famoso “Shot through the heart, and you’re to blame! Darlin’, you give love a bad name!”, que adoramos gritar, não é original. Sim, Bom Jovi pegou isso da música If You Were A Woman (And I Was A Man) da Bonnie Tyler. Não se trata da mesma letra, mas é exatamente a mesma melodia.
(YOU GIVE LOVE A BAD NAME – BON JOVI, MINUTO 0:04)
(IF YOU WERE A WOMAN – BONNIE TYLER, MINUTO 1:04)

WARNING – GREEN DAY
E nós achando que o Green Day seria uma das bandas limpas de usar samples… Hoje vim provar o contrário com a melodia icônica de Warning, que na verdade pertence a banda The Kinks, com a música Picture Book. Vamos dar créditos aos meninos do Green Day por darem outro sentido e usado esse sample totalmente ao seu favor, mas não podemos ignorar o fato de não ser original.
(WARNING – GREEN DAY, MINUTO 0:04)
(PICTURE BOOK – THE KINKS, MINUTO 0:00)

ALIVE – PEARL JAM
Essa é a parte que todo mundo fica de boca aberta. Sabe aquele solinho de guitarra que a gente espera a música inteira para ouvir? Exato, da música Alive do Pearl Jam na verdade é um sample do solo de She, música da banda Kiss. Existem controvérsias sobre a semelhança das músicas, mas para garantir, o Pearl Jam comprou o sample. E aí, o que vocês acham?
(ALIVE – PEARL JAM, MINUTO 3:39)
(SHE – KISS, MINUTO 2:49)

COME AS YOU ARE – NIRVANA
Você pode não conhecer, não gostar, não fazer ideia do que a banda toca, mas com certeza conhece o riff de Come As You Are. Pois é, esse riff tão icônico ficou famoso seis anos antes do Nirvana lançar a música, quando a banda Killing Joke lançou seu single Eighties. Apesar de Kurt e seus amiguinhos darem outro estilo para o riff e um sentindo totalmente diferente para sua música, não podemos negar a semelhança entre as duas.
(COME AS YOU ARE – NIRVANA, MINUTO 0:00)
(EIGHTIES – KILLING JOKE, MINUTO 0:00)

E vocês, conhecem mais rocks icônicos que não são originais? Deixe aqui nos comentários! Até semana que vem!

Beijos, Luiza!

Continue Reading

MÚSICAS QUE NA VERDADE ERAM PARA SER DE OUTROS ARTISTAS

A maioria dos artistas são conhecidos por seus hits que estouram pelo mundo inteiro. Mas e se eu te falar que as vezes esses hits, que são incríveis, foram desprezados e negados por outros artistas? Hoje o 5 COISAS é sobre músicas que eram para ser de um artista, mas negaram e viraram um sucesso na mão de outro artista!

TELEPHONE – LADY GAGA
Da para acreditar que esse hit foi escrito para a Britney Spears? Exatamente! Lady Gaga tinha Britney Spears na cabeça quando escreveu a canção. Mas a cantora pop dos anos 90 recusou, e a Lady Gaga não desperdiçou a música e ainda aproveitou para chamar outra rainha do pop, Beyoncé, para arrasar junto com ela.

via GIPHY

SINCE U BEEN GONE – KELLY CLARKSON
Outra artista que recusou um grande hit foi a Hillary Duff. A música escrita pelos produtores Max Martin e Dr. Luke não fez muito o gosto da atriz mirim da Disney. O produtor da Kelly Clarckson achou que a música seria bem interpretada pela cantora, e assim convenceu os autores da canção de darem o single para ela. E assim nasceu um dos maiores hits da Kelly Clarckson.

via GIPHY

WATCHA WANT FROM ME – ADAM LAMBERT
E quando um artista se recusa a gravar uma música de sua própria autoria? Foi exatamente isso que aconteceu com a Pink. Watcha Want From Me foi uma música que a cantora escreveu em parceria com Max Martin e Shellback, mas na hora de gravar ela não viu muito potencial na canção. A música doada ao Adam Lambert que estava no começo da sua carreira logo após a sua participação no American Idol. Após o grande sucesso do hit na voz de Adam, Pink se arrependeu e fez um cover da música, agora de Adam, para o próprio álbum.

via GIPHY

DON’T CHA – PUSSYCAT DOLLS
Essa com certeza me deixou chocada. Só de pensar que a música de maior sucesso do grupo quase caiu nas mãos da Paris Hilton! Isso porque a Paris não gostou da demo original, mas as meninas do Pussycat Dolls viram um potencial desde o começo. Depois do sucesso alcançado pelo hit, Paris disse que se soubesse do potencial da música antes, jamais teria recusado.

via GIPHY

BLACK WIDOW – IGGY AZALEA FT. RITA ORA
Esse hitzão foi rejeitado por ninguém mais, ninguém menos, que Katy Perry. A cantora norte americana recusou a música por um único motivo: ter lançado uma parecida pouco tempo antes. A Katy então decidiu doar a música para a sua co-autora Iggy Azalea, que junto com a Rita Ora fizeram a canção se tornar no sucesso que hoje conhecemos.

via GIPHY

Qual música te deixou mais chocado? Porque eu com certeza fiquei chocada com todas! É isso! Até semana que vem!

Continue Reading

MÚSICA: NOVIDADES PARA TE AQUECER NESSE INVERNO

Quem não ama música nova? Confira as novidades dessa semana para atualizar sua playlist!

DJ MUSTARD FEAT. NICK JONAS – ANYWHERE
Eu já comentei sobre essa música aqui, mas agora o DJ lançou o clipe e só fiquei mais apaixonada pela música ainda! A letra da música fala sobre um casal que não importa o que acontece, e não importa aonde um deles está, que eles sempre vão se amar e se reconciliar caso alguma briga aconteça. E o clipe mostra exatamente isso, o que na minha opinião traz uma intensidade maior para a música. Claro que também tem cenas do Nick e do DJ Mustard cantando e dançando, o que não pode ser passado em branco! Aproveite!

ZAYN – ENTERTAINER
No meu último post, comentei sobre a música Let Me do Zayn, e que no clipe aparecia “to be continued”. Essa semana então, o cantor lançou seu novo clipe que da sequência ao Let Me. A música é bem gostosa de ouvir, mas confesso que gostei mais de Let Me. Para entender a história desse clipe, tem que assistir o outro, mas eu super recomendo!

CHRISTINA AGUILERA FEAT. DEMI LOVATO – FALL IN LINE
Já não é mais surpresa para nós a parceria dessa dupla maravilhosa! No último domingo, as duas se apresentaram no Billboard Music Awards e logo em seguida, lançaram o clipe para a música. Eu logo de cara me apaixonei por essa música porque a letra dela tem uma mensagem muito forte sobre girl power e sobre como nós mulheres devemos nos permitir lutar pelo que nós acreditamos sem que as pessoas possam nos calar. E o clipe, claro, reforça ainda mais essa mensagem. Vale muito a pena ouvir e ver!

SHAWN MENDES – SHAWN MENDES
O nosso canadense favorito liberou na sexta-feira seu terceiro álbum de estúdio, que leva o seu nome como título. Sou meio suspeita para falar, eu amo o Shawn e acho suas músicas incríveis. Mas esse terceiro álbum está maravilhoso! Não tem uma música que eu não gostei, não tem uma música que eu já não aprendi a cantar e com certeza estou muito ansiosa para ir a um show dele. As minhas favoritas são In My Blood, Youth – sua parceria com Khalid – Nervous e Perfectly Wrong. Acho meio impossível, mas se você ainda não conhece o trabalho do cantor, não perca mais tempo e escute suas músicas!

Beijos, Cami!

Continue Reading